× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato
Território Inimigo
Literatura, História, Museologia e Numismática. Sítio de Goulart Gomes, o criador do Poetrix.
Meu Diário
03/01/2013 09h07
PALAVRAS QUE LIBERTAM 113: Tolerância para aceitar as diferenças

 

Tolerância para aceitar as diferenças

 

Que a Luz Divina possa aplacar a intolerância de toda ordem. Não há que se fazer diferença entre os homens, sejam brancos, negros, pardos, sejam norte-americanos, orientais, latinos, hetero ou homossexuais.

Não há que se fazer diferença entre pobres e ricos, nobres e plebeus, entre classes sociais. Não há que se humilhar os que erram, os que devem, não há que se julgar ninguém, porque ninguém está livre do erro, dos deslizes, das tentações, das dificuldades. E o que hoje está no alto, amanhã poderá ter caído e sentirá na pele a dor da discriminação, do desprezo e da ausência de caridade.

O que hoje é branco poderá renascer negro. E o que é abastado pode nesta vida mesmo perder tudo o que tem. E o que é credor pode se tornar devedor. Portanto, olha com compaixão para aqueles que estão no erro, que falharam com seus compromissos, que praticam atos equivocados acreditando que estão certos. Usa a tolerância como para-raios, para deter qualquer energia de ódio, vingança ou violência contra quem quer que seja, inclusive para os que te ferirem.

Perdoa, pratica o perdão a si mesmo e ao próximo. Se és  vítima de calúnias e injustiças, acalma teu coração, compreende e perdoa.  Encontra na fé forças para prosseguir. Deus está a todo momento acenando e provando que não te abandona. Ele acena através dos recursos que disponibiliza dia a dia para a resolução dos teus problemas.

Cresça com a dificuldade, supera os desafios, os aparentes limites do teu ser, pois a capacidade é infinita para quem crê e confia.

Acenda o candeeiro da fé  e da certeza de que a estrada pode ser longa, mas poderá ser encurtada com otimismo e coragem, com determinação e persistência.

Luz e paz!

Maria Rosa

(mensagem psicografada pela médium Cristina Barude, Salvador, 03.01.13)

Publicado por Goulart Gomes
em 03/01/2013 às 09h07