Território Inimigo
Literatura, História, Museologia e Numismática. Sítio de Goulart Gomes, o criador do Poetrix.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

PASSO FUNDO:
UMA JORNADA DE ESTRELAS LITERÁRIAS

 

Participar da 14ª Jornada Nacional de Literatura, em Passo Fundo, Rio Grande do Sul, em agosto de 2011, foi uma das experiências literárias mais significativas nestes meus 27 anos de atividade cultural. A minha presença no evento foi consequência de obter o primeiro lugar no 12º Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães, com os contos “Moira, a Lenda”; “Socorro” e “A Invasão Bárbara em Paris” todos já disponíveis em meu site. Ao todo, foram mais de 800 concorrentes, resultando em cerca de 2.400 trabalhos inscritos. Além da premiação em dinheiro, o vencedor ganha uma viagem de intercâmbio cultural para Santiago de Compostela, na Espanha.

O evento em si é tão grandioso quanto as principais bienais de literatura ou feiras literárias, sem o apelo comercial das outras. Organizado pela Universidade de Passo Fundo é, em verdade, um “pool” de ações que, neste ano, abrangeu: 6ª Jornadinha Nacional de Literatura, 10º Seminário Internacional de Pesquisa em Leitura e Patrimônio Cultural, 3º Encontro Estadual de Escritores Gaúchos, 4º Encontro Nacional da Academia Brasileira de Letras, 2º Encontro Internacional de Contadores de Histórias e o Simpósio Internacional de Literatura Infantil e Juvenil.

Tudo isso, coordenado pela professora Tânia Rösing e sua talentosa equipe, acontecendo simultâneamente ao longo de uma semana, em vários espaços físicos, sendo o principal deles o Circo da Cultura, composto de cinco tendas, a maior delas com capacidade para 5.000 pessoas. Inúmeros órgãos de imprensa local e estadual fazem a cobertura, além da produção de um jornal diário dedicado ao evento, transmissões e entrevistas por rádio e TV. Para abrilhantar ainda mais toda esta festa em nome da Literatura, a abertura foi realizada por ninguém menos que a Ministra da Cultura, Ana de Holanda. As palestras e debates contam com a presença de escritores de renome nacional, vindos dos mais diversos estados do Brasil. Meses antes já é iniciada uma preparação em todas as escolas municipais e estaduais da região, para a participação de milhares de jovens no evento, mobilizando toda a população.


O tratamento dispensado aos escritores é exemplar, desde os primeiros momentos, a partir da recepção no aeroporto, até a hospedagem e acompanhamento. Tive a felicidade de ficar com um grupo composto pelos escritores Ignácio de Loyola Brandão, Alcione Araújo, João Almino (vencedor do Prêmio Zaffari & Bourbon 2011, com o romance Cidade Livre) e Luciana Savaget, além da editora Anna Rennhack.

O carinho e a atenção dispensados pela coordenadora Tânia é surpreendente. Além de todos os cuidados e responsabilidades com a organização do evento, sempre encontra tempo para uma conversa amistosa ou uma atenção especial.

Nós, que residimos nas mais diversas regiões brasileiras, sequer imaginamos que fora das grandes metrópoles são realizados eventos voltados para a literatura assim tão belos e importantes. Passo Fundo, que é a Capital Cultural do Brasil, com o maior índice de leitura per capita do Brasil está de parabéns. Ela é um exemplo a ser seguido. E para mim, baiano batizado com azeite de dendê, ao menos por alguns dias fez sentido, a enigmática frase de Caetano Veloso: “nada de Dodô, Osmar ou Curuzu, a verdadeira Bahia é o Rio Grande do Sul”.

Assista, também, a entrevistas que concedi em:
http://www.youtube.com/watch?v=cPPiMGKZ5Bs
http://www.youtube.com/watch?v=VUlXON9R-Sg
 
Goulart Gomes
Enviado por Goulart Gomes em 24/09/2011


Comentários