Território Inimigo
Literatura, História, Museologia e Numismática. Sítio de Goulart Gomes, o criador do Poetrix.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Meu Diário
14/07/2012 15h22
Leituras I


‎"É a grande, interminável conversa das mulheres, parece coisa nenhuma, isto pensam os homens, nem eles imaginam que esta conversa é que segura o mundo na sua órbita, não fossem falarem as mulheres umas com as outras, já os homens teriam perdido o sentido da casa e do planeta"



(José Saramago, Memorial do Convento).



Publicado por Goulart Gomes em 14/07/2012 às 15h22
 
12/07/2012 23h44
PALAVRAS QUE LIBERTAM 98: O bom jardineiro

O bom jardineiro

Mais um dia se inicia. Como um milagre da vida aqui estás, desfiando perigos, ameaças que poderiam comprometer a continuidade da tua existência física. Apesar da violência que ronda as esquinas, a poucos metros de onde passas diariamente, aqui estás, prosseguindo com o roteiro estabelecido por ti mesmo para crescer enquanto alma eterna.

Perceba que não há o que temer. Se permaneces na vida terrena é porque ainda tens caminhos a percorrer por aqui. Se partires para o plano espiritual, haverá tantas outras belas estradas a seguir. Tudo dependerá do padrão vibratório que estiveres adotando. Se vibras no Bem, tua alma encarnada ou não estará feliz e em paz. Mas se a tua energia, pensamentos e sentimentos estiverem focados no mal, a tranquilidade e a harmonia não poderão fazer morada seja qual for o plano em que estiveres.

Enquanto ainda houver um traço de atraso na tua postura, nas condutas e crenças haverá trabalho de jardineiro a ser realizado nos canteiros do teu coração e da tua mente.  Começa recolhendo folhas secas, amareladas, ervas daninhas, pragas. Esteja atento para não te apegares a elas. O hábito da convivência com os vícios e distorções de comportamento nos faz acreditar que este é o caminho certo. Cuidado com as ilusões neste sentido.

Reavalia dia a dia todos os teus atos, pensamentos, sentimentos, decisões. E, como bom jardineiro, arranca um a um aquele que não está sintonizado com o Bem, com a Justiça, com a Verdade e a Caridade.

Depois da limpeza, revolve a terra para que o oxigênio a revigore, coloca o adubo dos bons sentimentos, do Amor, da Fraternidade e da Compaixão. Rega as plantas com a Bondade e a Doação e ainda coloca novas sementes para que os antigos sentimentos convivam com o novo.

Em breve, colherás os resultados e, feliz, celebrarás a continuidade de uma vida de plenitude e vitórias, na conquista dos verdadeiros valores da vida, os da alma!

Luz e paz!

Maria Rosa

(mensagem psicografada pela médium Cristina Barude, Salvador, 14.06.12)


Publicado por Goulart Gomes em 12/07/2012 às 23h44
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Cristina Barude).
 
11/07/2012 23h40
PALAVRAS QUE LIBERTAM 97: Forças de atração

Forças de atração

Que a Luz Divina seja a condutora dos teus passos, guiando tuas decisões, escolhas, preferências, para que te mantenhas no caminho da paz, da verdade, da justiça e do Amor. Que teus dias sejam profícuos no entendimento de quem és e  do que estás fazendo neste orbe.

Nada é por acaso, não existe coincidência. Pessoas e fatos estão em constante confluência, atraídos por forças energéticas invisíveis aos encarnados. São emaranhados que ora atraem, ora causam repulsa e é o que faz os homens estarem juntos em determinados momentos de tragédia ou de construção para a luz.

Os que vibram no Bem tendem a se aproximar pelas suas afinidades, bondade e fraternidade e podem perdurar juntos graças aos seus ideais divinos. Os que vibram no mal, alimentando sentimentos de ódio, vingança e violência seja em que grau for, também estarão unidos por espessas camadas que os manterão privados da evolução espiritual e da felicidade.

Observa a rede de amigos e contatos que estás construindo ou mantendo. Perceba o grau de afinidade que os aproxima. Examina as preferências, o discurso, as crenças, as tendências. Veja como te sentes ao lado deles. Perscruta também o teu coração para ver em que sintonia estás.

Não temas a solidão. Se preciso for, afasta-te daqueles que não vibram em harmonia com  teus propósitos de vida, com teus valores de alma. Deixa que se vão. Outros virão e te envolverão em energias reconfortantes do verdadeiro afeto, das vibrações daqueles que priorizam a luz.

Perfeito ninguém é neste plano em que te encontras. Mas sempre haverá aqueles que prezam pela obediência às leis crísticas. Estas sim são libertadoras porque estão pautadas na grandeza do Amor, na igualdade entre os homens, na verdade e na justiça.

Seja um soldado do Cristo, um verdadeiro representante de Jesus na aplicação destas leis e no exemplo diário com tuas atitudes e sentimentos.  E para isso, cultiva os melhores pensamentos, que são as  sementes da frondosa árvore do Bem!

 Luz e paz!

Maria Rosa

(mensagem psicografada pela médium Cristina Barude, Salvador, 28.06.12)


Publicado por Goulart Gomes em 11/07/2012 às 23h40
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Cristina Barude).
 
10/07/2012 23h20
PALAVRAS QUE LIBERTAM 96: O impacto das tuas atitudes

O impacto das tuas atitudes

 

Todos os acontecimentos da vida devem ser louvados por mais penosos que pareçam. Agradeça diariamente pelas flores que desabrocham em teu jardim. Mas também pelos espinhos das rosas que, apesar dos ferimentos que podem causar, protegem esta preciosidade que tem perfume inebriante!

As pedras do caminho muitas vezes surgem para sinalizar a necessidade de mudança de rota. Há quanto tempo não paras para analisar o rumo que estás seguindo? Quantas decisões não são tomadas automaticamente sem um exame profundo e detalhado?

Será que os passos que dás realmente te conduzem à seara do Bem ou apenas te mantém iludido a respeito disso? O que acreditas ser bom beneficia apenas a ti ou também aos que te cercam? É bom para a humanidade? Para o Planeta? Sim, a análise das atitudes deve ser tão criteriosa e ampla que jamais ficaria restrita às tuas necessidades pessoais.

Estenda generosamente a tua observação para perceberes o impacto dos teus atos sobre os demais, inclusive a natureza ao teu redor. A atitude de respeito e preservação deve ser ampla e irrestrita. O que falas impacta os sentimentos dos outros. Tuas ações influenciam os companheiros de estrada. O desperdício da água gera prejuízos ao meio ambiente. Tudo está integrado e será prejudicado ou beneficiado pelas tuas decisões e atos.

Seja, portanto, responsável com tudo. Recolha o lixo das más palavras, limpa os resíduos das mágoas e ressentimentos da soleira da tua porta. Desintegra os pensamentos negativos e que vibram no ódio e na vingança.

Quando praticas a ecologia da alma, estás contribuindo para um eu melhor e para um planeta mais feliz. E tu fazes parte dele.

Seja feliz!

Luz e paz!

Maria Rosa

(mensagem psicografada pela médium Cristina Barude, Salvador, 05.07.2012)


Publicado por Goulart Gomes em 10/07/2012 às 23h20
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Cristina Barude).
 
19/06/2012 06h10
EU TAMBÉM VOU RECLAMAR!

A atual onda de protestos e grevesw que assola do Brasil me lembra uma antiga música de Raul Seixas: "Eu Também Vou Reclamar". Parece que todo mundo resolveu, ao mesmo tempo, reivindicar os seus direitos. Não sei se cumprem seus deveres na mesma proporção. Impactam a vida de centenas ou  milhares de outras pessoas, preocupadas apenas com os seus próprios problemas. Isso não é viver nem pensar coletivamente.

Vamos à música:

 

 

Eu Também Vou Reclamar

Raul Seixas

 

 

Mas é que se agora
Pra fazer sucesso
Pra vender disco
De protesto
Todo mundo tem
Que reclamar

Eu vou tirar
Meu pé da estrada
E vou entrar também
Nessa jogada
E vamos ver agora
Quem é que vai güentar

Porque eu fui o primeiro
E já passou tanto janeiro
Mas se todos gostam
Eu vou voltar

Tô trancado aqui no quarto
De pijama porque tem
Visita estranha na sala
Aí eu pego e passo
A vista no jornal

Um piloto rouba um "mig"
Gelo em Marte, diz a Viking
Mas no entanto
Não há galinha em meu quintal
Compro móveis estofados
Me aposento com saúde
Pela assistência social

Dois problemas se misturam
A verdade do Universo
A prestação que vai vencer
Entro com a garrafa
De bebida enrustida
Porque minha mulher
Não pode ver

Ligo o rádio
E ouço um chato
Que me grita nos ouvidos
Pare o mundo
Que eu quero descer

Olhos os livros
Na minha estante
Que nada dizem
De importante
Servem só prá quem
Não sabe ler

E a empregada
Me bate à porta
Me explicando
Que tá toda torta
E já que não sabe
O que vai dá prá mim comer

Falam em nuvens passageiras
Mandam ver qualquer besteira
E eu não tenho nada
Prá escolher

Apesar dessa voz chata
E renitente
Eu não tô aqui
Prá me queixar
E nem sou apenas o cantor

Que eu já passei
Por Elvis Presley
Imitei Mr. Bob Dylan, you know...
Eu já cansei de ver
O Sol se pôr

Agora eu sou apenas
Um latino-americano
Que não tem cheiro
Nem sabor

E as perguntas continuam
Sempre as mesmas
Quem eu sou?
Da onde venho?
E aonde vou, dá?

E todo mundo explica tudo
Como a luz acende
Como um avião pode voar
Ao meu lado um dicionário
Cheio de palavras
Que eu sei que nunca vou usar

Mas agora eu também resolvi
Dar uma queixadinha
Porque eu sou um rapaz
Latino-americano
Que também sabe
Se lamentar

E sendo nuvem passageira
Não me leva nem à beira
Disso tudo
Que eu quero chegar
- E fim de papo!


Publicado por Goulart Gomes em 19/06/2012 às 06h10
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Goulart Gomes).



Página 7 de 79 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]